by Ex-exus

/
  • Streaming + Download

    Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.

      $6 USD  or more

     

1.
2.
3.
4.
01:25
5.
06:32
6.
05:10
7.
03:04
8.
9.
10.
04:23
11.
12.

about

Júlio Cavani - Diario de Pernambuco
Publicação: 23/07/2013 23:59 Atualização: 22/07/2013 18:04

"Derretimento" foi uma palavra bastante usada pelo baterista Amaro Mendonça para definir o som da banda Ex-Exus, que acaba de lançar seu primeiro disco, chamado Xô. Uma primeira impressão sobre o grupo pode gerar uma ideia de humor ou paródia, mas aos poucos percebe-se um tom sombrio ou uma ressaca moral nas músicas. Um sentimento de deformação é transmitido também nas fotos de divulgação dos integrantes, com os rostos cobertos por rasgos de cores, fotos e tintas que escorrem.

"A proposta é tirar o foco da gente, pois o que interessa é o discurso, o derretimento da identidade", explica Amaro sobre a ideia de esconder os rostos. "Não se identificar faz fluir nossa identidade com mais liberdade. É um vetor forte, como se fosse um filtro, que puxa tudo e depois expande", raciocina.

Xô chega cercado de expectativas. Vídeos na internet e shows performáticos, com músicos mascarados, tornaram a banda famosa no circuito de rock do Recife, apesar das raras apresentações ao vivo. Além disso, o disco foi produzido por Alex Antunes, um dos principais críticos musicais do Brasil (Bizz, Set, Folha de São Paulo, etc), que também é músico e foi responsável projetos como os tributos a Arnaldo Baptista (Sanguinho novo) e Luiz Gonzaga (Baião de viramundo). Ele mesmo procurou a banda com a proposta de produzir o álbum.

O nome da banda foi sugerido, sem querer, por Caetano Veloso. Alguns dos integrantes faziam parte do grupo Comuna Experimental, que depois mudou de nome para apenas Comuna. Ao apresentá-los no camarim do show Cê, no Recife, o poeta Jomard Muniz de Britto os chamou de ex-experimentais e o cantor fez uma referência ao personagem Ex-Exu, uma figura foclórica do Rio de Janeiro que já foi tema de um documentário.

A música Clube da Encruzilhada faz citações explícitas ao clube da Esquina, tanto no título quanto na musicalidade, mas a paródia não é a intenção do grupo. "Fazemos brincadeiras, mas no sentido de assustar. São provocações muito sérias", diferencia o baterista. Pra Ivete cantar termina com o que Amaro chama de "frevo meio axé com pegada de kraut rock e pós-rock." O disco começa animado, na canção Estejam sempre aqui (comparável a Titãs e Franz Ferdinand), mas não necessariamente alegre, com personagens denominados como "bêbados errantes".

O guitarrista Ricardo Maia Jr (Cacá) é o vocalista e compositor da maioria das músicas, mas também reveza essas duas funções com Amaro e com o baixista João Marcelo Ferraz. Bruno Freire, o outro guitarrista, assina a mixagem. Catarina Dee Jah e Matheus Mota estão entre as participações especiais. O disco, que foi gravado em 2011 mas não havia sido lançado por questões pessoais dos músicos, está disponível na internet.

credits

released July 13, 2013

!xÔ! ----- Ficha Técnica:
Todas as músicas de autoria de Ricardo Maia Jr. Exceto Música Romântica e !xÔ! de Amaro Mendonça; Carne Humana e No Escuro, de João Marcelo Ferraz e Desejo Louco, de Fernando Mendes.

Produzido por Ex-exus e Alex Antunes.
Gravado no estúdio Casona, nos meses de Fevereiro e Março de 2011*.
Técnicos de gravação: Bruno Freire, Djalma Rodrigues, Léo Chermont e Arthur Soares.
Mixagem: Bruno Freire (Casona).
Masterização: Adelmo Tenório (Estúdio Unimaster).

*As participações vocais de Catarina, além de algumas vozes e teclados para Clube da Encruzilhada e vocais para Desejo Louco, foram gravadas no estúdio Base com Vinícius Nunes.

Arte Encarte: Ex-exus
Fotografias: Quel Valentim, Bruno Freire e João Marcelo Ferraz
Diagramação: A Firma de Design

tags

license

all rights reserved

about

Ex-exus Recife, Brazil

contact / help

Contact Ex-exus

Streaming and
Download help

Track Name: Estejam sempre aqui
Podem nos acompanhar
Estejam sempre aqui
Somos a salvação
Estejam sempre aqui

Sabe-se o que lá
Onde estamos

Bêbados errantes
Sem saber

Ansiosos
Pela simples razão

Pensando o fora
Visando o alvo

Venham, venham
Deixem passar

Podem nos acompanhar
Estejam sempre aqui
Somos a salvação
Estejam sempre aqui
Track Name: O bloco que você me deu
Ela é tão sensual
Deve ter parceiros diversos
Porém não faça filhos
Não precisamos de mais um bem
Se todos conhecessem
O bloco que você me deu me deu me deu

Às vezes fala o falo
Ajoelhou vai ter que chupar
Às vezes falam os dedos
Nada melhor que alguém pra tocar
Se todos conhecessem
O bloco que você me deu me deu me deu

Se a gente perde um
Dá um tempo que vem um outro
Ela nunca encerra
A folia do carnaval
Se todos conhecessem
O bloco que você me deu me deu me deu
Track Name: Música romântica
Escutar música romântica
pra derreter
você
de mim

tirar todas as roupas
de todas que vêm
aqui

dizer a todos, todos
que agora eu já tou
em outras

mentindo pros meus copos de cerveja
dizendo pra minha cabeça
que seus olhos não passam
de duas bolas vazias

que sua barriga cheia de estrias
suas manias, manias
bêbadas
são suas

eu suo, baby
babo, bebo e suo

mas é que eu preciso
derreter você de mim

ando sempre por aí, se
você passar
não vou lhe ver
porque tou mais
é derretendo

recife é quente
e sempre escorre
tem carnaval
e tudo é água

mas é que eu preciso
derreter você de mim
Track Name: Carne humana
Você não vai querer morrer nos meus braços
Eu como carne humana
Há muito já perdeu o nexo
Repete que me ama, repete que me ama

Queria ser só mais um
Mas te animei
Queria ser só mais um
Mas te animei

Queria ser só mais um
Mas eu fiz bem
Queria ser só mais um
Mas eu fiz bem
Fiz bem
Track Name: O malvado
Sou bom com você
Não sei bem porquê
Com essa fama de mal
É uma falha fatal

Para me impressionar
Garota, você passa assim
Como quem diz, meu bem
O meu negócio é você

Sabe, te dei valor
Não minto pra alguém assim
Seja você quem for
Eu quero você no fim
Track Name: No escuro
Se você fecha os olhos e não me vê
eu sempre faço

Você nao sabe nem o que vou fazer
mas sempre faço


Você me agradece, nao há de que
eu sempre faço
Você me procura, nao tou, cadê!?

Em outro passo
Não devia me libertar
Tenho tanto pra dizer
Mesmo faltando ar
Sem razão nem porquê

Não vou contar
Track Name: Clube da encruzilhada
De sujeito ausente perto
De penetra via fora
Saco cheio de cada um
Que seja você qualquer

Pé nas estradas dos outros caras
Pequenas sensações alucinadas
Sempre em busca de humores fartos
Que meus amigos se satisfaçam

De afetações libertárias
De primeiro eterno retorno
Repetindo os encontros
Que seja você qualquer

Pé nas estradas dos outros caras
Pequenas sensações alucinadas
Sempre em busca de humores fartos
Que meus amigos se satisfaçam

De encontro no trajeto
De sangue dos outros caras
Cheio de intimidades
Calo em meio a tanto falo

Pé nas estradas dos outros caras
Pequenas sensações alucinadas
Sempre em busca de humores fartos
Que meus amigos se satisfaçam
Track Name: A culpa é minha e boto em quem eu quiser
Não sou mais responsável
Por qualquer qualquer sei lá
Ela era tão bonita
Passando entre vocês
Agora não dá mais
Pra saber o que vai ser
Ela nem liga mais
Pros passados que joguei
Sabe bem mais do que
As passagens do lugar

Ela não falou
Dos nossos estares
Nem deixou sinal
Para lhe atacar
Em qualquer esquina
Passando de assalto
Quando ela falhar

Não sou mais responsável não
Track Name: Desejo louco
Não me pergunte quem sou,
De onde vim, pra onde vou,
Sou passageiro do tempo, to aqui já me vou,
Vim numa estrela sem luz, para não te acordar,
Me transportei da saudade pra a realidade,
Aqui vim parar, porque...
Tive esse desejo louco de beijar tua boca,
De morder tua língua de furar teus olhos,
De arrancar teus cabelos de te acorrentar,
Nada mais que um momento,
E o meu pensamento ficou em você,
Foram mais de mil horas, que eu vi passar,
No espaço de tempo, do nosso olhar, e então...
Tive esse desejo louco de beijar tua boca,
De morder sua língua de furar teus olhos,
De arrancar seus cabelos, de te acorrentar
Não me pergunte quem sou,
De onde vim pra onde vou
Vim do vazio da vida,
Vou pro cansaço do amor, porque...
Tive esse desejo louco de beijar tua boca,
De morder tua língua de furar teus olhos,
De arrancar teus cabelos de te acorrentar
Track Name: Pra Ivete cantar
Não quero saber de você por aqui mais não
Você perdeu o contato com a multidão
Nem sabe mais o que é sair do apê
Só vive agora em casa nessa deprê

Não quer mais esquecer
O que você não fez
Com aquela sensação do verão

A vida parece não ter mais qualquer razão
Perdido no espaço, na contramão
Melhor viver o que tem pela tevê
Do que sair de casa nessa deprê

Não quer mais esquecer
O que você não fez
Com aquela sensação do verão
Track Name: Estamos virando monstros, querida!
Hoje, acordei tão velho
Acho que posso morrer
Solto na beira do abismo
No vazio de nós dois
Morto como sempre estive
Tudo se evapora aqui

Por mais querido que esteja
Por mais eterno que pareça
(2x)

Nunca pensei que eu precisasse
De tanta gente assim
Procuramos algo que já nos achou
Só você não vê

Foi bom, querida?
Era o que você estava esperando?
Eu sei lá o que vai ser de nós dois na Terra
Muito menos em outro planeta lá longe
Bem distante dos atritos do som
(2x)